Óleos para os cabelos ajudam a tirar o frizz e a hidratar profundamente. Saiba usar

Diferentes tipos e ativos podem ser misturados para potencializar o tratamento

26 de julho de 2013 - por Administrador
Óleos ajudam a tirar o frizz dos cabelos e a hidratar profundamente

Na luta contra as pontas duplas, ressecamento e falta de brilho nos cabelos, os óleos podem ser aliados poderosos. Para ter os resultados esperados, contudo, é necessário saber como e quando usar essas substâncias, como conta a hairstylist Nice Cavalcante, do salão Maria Beleza.

Blindagem capilar deixa os fios mais fortes e menos quebradiços. Faça em casa

“O uso de óleos é muito interessante, porque eles tem várias propriedades e são hidratantes, além de fazer uma reestruturação capilar”, conta. Além do argan, o mais famoso deles, outras opções podem ser interessantes para tratar os mais diferentes tipos de cabelo.

Como usar

Os óleos podem ser usados por todos os tipos de cabelos, contato que se observe alguns cuidados: “quem tem o cabelo oleoso pode usar no comprimento, porque na verdade o que é oleoso é o couro cabeludo e as pontas costumam ser ressecadas. Passe cinco dedos abaixo da raiz. Para secos ou normais, três dedos abaixo da raiz”, ensina ela.

Nice conta que os óleos podem ser encontrados de duas formas: puros, que são chamados de essenciais, ou já preparados, que são os vegetais. “Os óleos essenciais podem ser misturados com um creme branco neutro, aplicando cerca de 15 gotinhas. A pessoa deve usar por cerca de 15 minutos, ou o que for indicado pelo fabricante do creme”, indica. Depois de deixar agir, basta enxaguar completamente e usar um finalizador.

Caso seu cabelo esteja muito ressecado, o ideal é usar os óleos uma vez por semana durante um mês, sempre deixando agir entre 15 e 20 minutos. Depois dessa semana, o uso deve passar para a cada 15 dias. “Depois do cabelo reestruturado, pode intercalar uma hidratação tradicional com os óleos, uma vez por mês”, indica.

Misturando óleos

Se você procura um reparo profundo, a dica da profissional é misturar mais de um óleo no creme. Dessa forma, você consegue um resultado ainda mais potente. “Por exemplo, se você usa o monoi, que é hidratante e rico em ácidos graxos, com o óleo de coco, há uma hidratação progressiva e de restauradora”, conta Nice.

Além de misturar os óleos entre si, também é possível colocar algumas gotas na sua coloração, principalmente quando ela não tem ação hidratante. “Assim ao mesmo tempo em que colore, você hidrata os fios”, completa.

Os óleos

Além do óleo de moringa e macaúba, alguns outros grandes aliados já são encontrados facilmente:

Buriti: “esse óleo é rico em vitamina A, C e E, e antioxidantes, ótimo para cabelos afro ou muito ressecados. Ele controla o frizz e protege contra os raios ultravioleta, e pode ser usado com o óleo de urucum para uma proteção mais completa”, diz Nice.

Semente de uva: pode ser usado para todos os tipos de cabelo. “Ele dá mais brilho e maciez, e faz uma hidratação profunda”, conta a cabeleireira.

Cártamo: utilizado também no emagrecimento, o cártamo é um poderoso finalizador e protetor para as pontas. “Depois de arrumar o cabelo, você aplica um reparador de pontas à base de cártamo, fica ótimo”, indica.

Cálamo: combate o frizz, sela a cutícula dos fios e protege de agressões externas.

Mirra: contém hidrocarbonetos e tem efeito regenerador, que preserva a fibra capilar. 

Tags: